Boas práticas de TI para aumentar a segurança de dados

À medida que as organizações continuam a investir em soluções digitais e inovadoras, aumentar a segurança de dados torna-se prioridade dentro da empresa. De fato, os dados são ativos extremamente valiosos e, portanto, precisam ser protegidos. No entanto, diante um cenário tão ameaçador, se quiser aumentar a segurança de dados da sua empresa, é preciso adotar boas práticas de TI.

No entanto, os desafios atualmente são cada vez maiores. Um estudo realizado pelo OTRS Group apontou que apenas 56% das empresas brasileiras se consideram totalmente preparadas para lidar com incidentes de segurança.

Isso porque as empresas, para se manter competitivas, além de terem que se proteger contra ameaças cada vez mais sofisticadas, ainda têm que lidar com infraestruturas hiperconvergentes, incorporando serviços em nuvem, acesso remoto, etc. 

Soma-se a isso a necessidade de garantir a conformidade com a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), o que implica não apenas proteger os dados contra ameaças externas, mas, também, garantir que apenas pessoas autorizadas possam ter acesso às informações sensíveis em posse da empresa.

Diante todos esses desafios, como aumentar a segurança de dados?

A seguir, confira algumas dicas de como isso é possível e viável aplicar na sua empresa! 

1. Realize avaliações de risco

Uma avaliação de risco é uma das primeiras tarefas que uma organização deve executar ao buscar formas para aumentar a segurança de dados. Essa é a única maneira de garantir que os controles escolhidos sejam adequados aos riscos que sua organização enfrenta.

Sem uma avaliação de risco, sua empresa pode cometer erros crassos, como ignorar ameaças que, sem os controles corretos, podem causar efeitos devastadores.

Da mesma forma, você pode perder tempo, esforços e recursos tratando de eventos que provavelmente não ocorrerão ou não têm potencial de danos significativos.

>> BAIXE GRATUITAMENTE O E-BOOK: 6 consequências da falta de proteção de dados da sua empresa

2. Implemente políticas e procedimentos de segurança

Políticas e procedimentos são os documentos que estabelecem as regras de uma organização para o tratamento de dados e acesso a sistemas e aplicativos.

Especialistas consideram que as políticas são um aspecto fundamental para aumentar a proteção de dados. Elas fornecem um amplo esboço dos princípios da organização, enquanto os procedimentos detalham como, quais e quando os processos devem ser feitos.

Mesmo assim, segundo estudos de Segurança Digital “Uma Análise de Gestão de Risco em Empresas Brasileiras”, realizado pelo Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br), apenas 41% das companhias nacionais possuem políticas de segurança bem estabelecidas.

Nesse sentido, a ISO 27001, padrão internacional para sistema de gestão da segurança da informação, pode ser de grande ajuda, visto que ela contém uma lista abrangente de controles que as organizações podem adotar para lidar com as ameaças identificadas.

É muito importante que as empresas não só definam as políticas e procedimentos ideais para a sua operação, mas também realizem revisões e atualizações frequentes. Isso é necessário porque novas ameaças surgem constantemente e, também, porque os processos empresariais se modificam com frequência.

Vale citar, como exemplo, a crescente adoção do home office, que teve grande ascensão desde o início da pandemia e que se mostra como uma forte tendência da atualidade.

Ao permitir que os colaboradores acessem dados e aplicações remotamente, as empresas passam a lidar com novos riscos e ameaças, e precisam adotar medidas para aumentar a segurança de dados.

3. Realize treinamento de conscientização dos colaboradores

O estudo “2021 Data Breach Investigations Report”, da Verizon, revelou que 85% das violações de dados envolvem interação humana, seja por erro, negligência ou por má fé. 

Como exemplo, duas das maiores ameaças que as organizações enfrentam na atualidade são phishing e ransomware, ambas explorando erros humanos. Se os funcionários receberem e-mails de phishing e não conseguirem identificar que são golpes, toda a organização estará em risco.

Da mesma forma, o erro interno, o uso indevido de privilégios e a perda de dados resultam de funcionários que não entendem suas obrigações de segurança da informação.

Esses são problemas que você não pode resolver apenas com soluções tecnológicas. Em vez disso, para aumentar a segurança de dados, é fundamental investir na conscientização dos colaboradores sobre os riscos e as consequências de suas ações.

O ideal é que a TI realize um treinamento sobre segurança cibernética, pelo menos uma vez ao ano. Isso não apenas ajuda a aumentar a segurança de dados, mas também oferece uma série de outros benefícios, como aumento da produtividade ao reduzir os acessos a sites inapropriados, por exemplo.

4. Proteja seu ambiente

Para aumentar a segurança de dados, sua empresa deve adotar uma abordagem completa. Isso significa, por exemplo, adquirir ferramentas avançadas que garantam a proteção de identidade, da informação e contra ameaças.

Além disso, é preciso implementar soluções com recursos de Inteligência Artificial, a fim de implementar camadas adicionais de proteção, como análise comportamental e de contexto.

Dessa forma, sua empresa garante a segurança dos dados, inclusive contra-ataques de dia zero e ameaças novas que ainda não constam no banco de dados das ferramentas de proteção por assinatura, como os antivírus.

5. Monitore a conformidade

Para aumentar a segurança de dados, sua empresa precisa investir em monitoramento, de forma que consiga avaliar os processos que estão sendo executados e garantir que as políticas internas e os regulamentos externos, como a Lei Geral de Proteção de Dados, estão sendo seguidos.

Oscilações não usuais no tráfego de rede, requisições atípicas de aplicativos, tentativas frustradas de login, volume anormal de download ou upload de determinado usuário, são apenas alguns indícios que podem indicar um ataque contra sua empresa. Todos eles podem ser facilmente identificados e tratados com uso das ferramentas corretas.

Uma estratégia para garantir um monitoramento assertivo consiste na contratação de serviços de equipes especializadas em segurança da informação. Os chamados serviços gerenciados apresentam uma ótima relação custo x benefício. Eles fornecem um suporte de profissionais experientes e capacitados para lidar com todo tipo de anormalidade, além de ferramentas avançadas para detecção de anomalias.

Tudo isso sem a necessidade de investimento direto em pessoal ou em implementação de novas tecnologias.

Como a Netcenter pode ajudar a aumentar a segurança de dados na sua empresa?

A Netcenter conta com experiência, conhecimento, ferramentas e profissionais especializados para oferecer os melhores serviços de segurança de dados para a sua empresa. Auxiliamos empresas no mapeamento de riscos cibernéticos de acordo com as melhores práticas do mercado, além de aumentar a segurança de dados, conte conosco para ajudá-lo a adquirir, otimizar e gerenciar soluções para proteção de ativos digitais.

Com um modelo de negócios que reúne parceiros tecnológicos, líderes em seus segmentos, na Netcenter você conta com um amplo portfólio de serviços como: análise de riscos, escolha e implementação de soluções de segurança sob medida para as necessidades de cada negócio, serviços gerenciados de segurança, monitoramento, entre outros.

Conte conosco para liberar o poder da sua equipe de TI para se dedicar às melhorias da operação. 

Entre em contato e converse com um de nossos especialistas!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *