O papel da inovação em servidores para o varejo da nova geração

Quando falamos do varejo, os consumidores de hoje exigem uma experiência altamente personalizada e relevante ao interagir com as marcas, seja on-line ou em uma loja física. No entanto, ajustar uma campanha ou experiência às necessidades individuais do cliente requer uma grande quantidade de dados e informações.

Graças às tecnologias modernas, o varejo se tornou um mercado movido a dados, criando demanda por armazenamento e capacidade de computação para processar e analisar transações. Quase todas as empresas de varejo — de grandes a pequenas lojas — precisam ter, agora, algum tipo de infraestrutura de TI para suportar suas atividades.

Os data centers, sejam locais ou na nuvem, são essenciais para suportar os dados necessários para que o varejo prospere. Mas qual o papel de um data center no contexto do varejo? E como eles podem melhorar o desempenho geral do negócio?

Acompanhe e descubra a resposta para essas e outras perguntas!

Por que os varejistas precisam de data centers?

Não importa se uma loja existe só no ambiente virtual ou se também possui uma filial de tijolo e argamassa. Atualmente, as principais empresas de varejo estão se concentrando fortemente em suas experiências online, implementando mais aplicativos de compras móveis, à medida que os consumidores usam cada vez mais seus smartphones para comparar preços ou fazer suas compras.

E esteja você vendendo online, ou apenas querendo otimizar seus processos internos por meio dos dados para aumentar suas vendas, seu varejo precisa de uma infraestrutura de TI e suporte online fortes e confiáveis. Os data centers fornecem isso, principalmente por meio de serviços e soluções de TI avançadas.

Especificamente no varejo, os data centers, geralmente, têm um único propósito: lidar com o alto fluxo de dados. Todos os tipos de empresas no varejo, agora, contam com serviços de data center e computação em nuvem para oferecer suporte e otimizar seus aplicativos de e-commerce e seus pontos de comunicação com o cliente online.

No entanto, nem todo data center é criado da mesma forma. A composição de servidores que formam sua infraestrutura de TI está diretamente ligada ao desempenho geral das suas aplicações (e, consequentemente, à experiência do cliente) e aos custos que você tem, mantendo essa mesma infraestrutura.

Como garantir, então, uma infraestrutura de TI eficiente e ao mesmo tempo barata?

A importância de escolher o data center certo

Escolher o data center certo é uma decisão complexa, que envolve mais do que as necessidades básicas de computação e gerenciamento de dados. A eficiência do data center é uma consideração importante, que pode ter implicações enormes para os negócios.

Ao avaliar uma solução de dados, é importante determinar não apenas se uma instalação pode fornecer os serviços de que uma empresa precisa, mas, também, se pode fazê-lo da maneira mais eficiente possível. Um data center ineficiente pode acabar incorrendo em custos operacionais muito mais altos por vários motivos.

Quando falamos da ineficiência de um data center, nos referimos especificamente ao seu consumo de energia. Manter um data center na temperatura correta e operando 24x7x365 pode elevar (e muito) seus custos energéticos — por isso, é preciso pensar em servidores que não só processem dados de forma poderosa, como também sejam eficientes energeticamente.

Os padrões de eficiência do data center melhoraram imensamente na última década. Apesar dessas melhorias, o consumo de energia do data center ainda é uma grande fonte de preocupação para a sustentabilidade e os custos do negócio.

Uma instalação mal organizada tende a ter custos operacionais muito mais altos do que data centers maiores e mais atualizados. Isso porque sua ineficiência acaba criando custos adicionais. Em um data center mal projetado, menos ar frio do sistema de resfriamento consegue atingir os racks dos servidores, fazendo com que eles fiquem mais quentes e mais suscetíveis a falhas e ao tempo de inatividade resultante.

Em vez de reorganizar as instalações, muitas empresas, com visão curta, simplesmente adicionam mais capacidade de resfriamento. Mas adicionar mais equipamentos não ajuda a aliviar o problema subjacente, ou seja, ar frio insuficiente.

A instalação acaba pagando custos de resfriamento ainda mais altos, mas não obtém uma melhoria correspondente no desempenho. A resposta, então, pode estar na atualização dos servidores.

A Netcenter é Parceira Premier da Dell e tem soluções ideais para o seu tipo de negócio e demanda, como os servidores da linha PowerEdge Para saber mais sobre a solução baixe nosso whitepaper.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *